[GRÁTIS] Mini Curso de HTML, CSS, JavaScript, Git e Github + E-book

[GRÁTIS] Mini Curso de HTML, CSS, JavaScript, Git e Github + E-book

Aprenda Técnicas e Conceitos Básicos de Programação. Material 100% Gratuito!

Não enviamos spam. Seu e-mail está 100% seguro!

Como Criar um Currículo Profissional Como Programador?

Como Criar um Currículo Profissional Como Programador?

Um currículo profissional é o primeiro passo para quem deseja conquistar uma nova vaga ou para aqueles que buscam uma recolocação dentro do mercado de trabalho.

Existem algumas dicas gerais, ou seja, que servem para todos os currículos, mas existem também dicas específicas para o programador e para todas as pessoas que desejam conquistar uma vaga de TI.

A lógica de um currículo profissional se destacar é muito simples, todos os dias os recrutadores recebem milhares de currículos e não vão ler todos.

O profissional passa o olho rapidamente em alguns pontos que chamam atenção e faz uma primeira seleção de currículos.

A partir dessa etapa a leitura do seu currículo acontece com calma para uma futura entrevista, por exemplo.

Pensando em todas essas etapas antes da entrevista resolvi te ajudar com dicas práticas de como ter um bom currículo e não perder mais nenhuma oportunidade de emprego.

Já anota tudo que separei para você!

Afinal, Como Criar um Currículo Profissional?

Apresentação do Documento

Pode até parecer besteira, mas em um primeiro momento a apresentação do seu currículo vai valer muito mais do que o conteúdo que tem lá dentro.

Como mencionado, precisamos pensar na primeira etapa para chamar atenção do recrutador e fazer com que nosso currículo seja selecionado para uma análise minuciosa.

Dentro da área de programação podemos inovar, por isso você não precisa fazer um currículo totalmente simples e em branco.

ebook gratuito - Como Criar um Currículo Profissional Como Programador?

Pode usar templates e cores, mas sempre com o bom senso e pensando na coordenação de tudo isso para não ficar visualmente chamativo demais.

Se decidir por fazer o currículo no formato normal mesmo, sem template, também não há problema.

A escolha da fonte também é importante e esse é um erro comum, muitos candidatos simplesmente escolhem fontes onde a leitura se torna difícil e ruim.

As fontes mais indicadas são:

  • Arial;
  • Calibri;
  • Garamond;
  • Gill Sans;
  • Cambria;
  • Didot;
  • Georgia;
  • Helvetica.

Outros detalhes importantes: Nunca utilize um tamanho menor de 10 na fonte, por motivos óbvios de dificuldade de leitura.

Pode – se espaçar em 2,5 as margens e a separação do currículo, ajuda para que visualmente ele fique mais bonito.

Confira alguns explempos de currículos profisisonais para programador:

curriculo profissional 3 724x1024 - Como Criar um Currículo Profissional Como Programador?
Modelo de currículo feito com gerador de currículos da zety.com/br
curriculo profissional 2 - Como Criar um Currículo Profissional Como Programador?
Modelo de currículo feito com gerador de currículos da zety.com/br
curriculo profissional 1 724x1024 - Como Criar um Currículo Profissional Como Programador?
Modelo de currículo feito com gerador de currículos da zety.com/br

Crie seu currículo profissional com o Gerador de currículos online.

Para quem pensa em fazer currículos diferentes com template do Canva, por exemplo, pense que o currículo deve levar um pouco da sua personalidade e do ambiente que você deseja entrar.

Dando essas dicas até parece fácil, mas realmente a apresentação pode ser uma grande dificuldade, porque deve ser pensada da forma exata, nem mais e nem menos.

Deixe o Seu Contato

Essa é uma dúvida que algumas pessoas possuem quando o assunto é um currículo Profissional.

O contato é algo sempre recomendado, mas quais contatos são realmente importantes? Se estou me candidatando a uma vaga home office o endereço ainda é necessário?

São perguntas relevantes, principalmente ao pensar que temos que ser objetivos em nosso currículo.

Segundo os especialistas em seleção o que não pode faltar na área de contato em um currículo, são:

  • O endereço, mesmo em vagas home office é um dado importante para o recrutador;
  • O contato de telefone, colocar um fixo e um móvel já é o suficiente;
  • E-mail;
  • Website com seu portfólio ou outras informações (caso tenha);
  • GitHub

– De rede social somente o LinkedIn é necessário, as empresas de tecnologia não costumam olhar o Facebook ou o Instagram do candidato.

? Em alta: Linkedin Para Profissionais de TI: Aprenda a Criar um Perfil de Sucesso!

Breve Resumo Sobre Você

Um currículo profissional consegue traduzir anos de experiência (se for o caso), em apenas algumas linhas sem deixar nada para trás ou dando destaque ao mais relevante para aquele cargo.

Mesmo quem não tem tanta experiência consegue resumir em poucos linhas quem é dentro do ambiente profissional.

Nessa parte não interessa para empresa seus gostos pessoais ou o que você faz no tempo livre.

Algumas pessoas erram fazendo um resumo de si nessa parte, quando precisa fazer um resumo do seu lado profissional.

Novamente um tópico que parece simples, mas que na prática gera dor de cabeça para muita gente.

Nem todo mundo consegue ser objetivo, sendo assim, minhas dicas para esse momento são:

  • Tente que o resumo fique com no máximo 5 linhas e no mínimo 3 linhas;
  • Pode colocar seus anos de experiência (tudo bem se for somente 1 ano ou 2, por exemplo);
  • Fale resumidamente se tem experiência em empresas de grande ou médio porte;
  • Comente sobre o que fazia por lá, por exemplo, se trabalhava em front-end, back-end;
  • Se tinha algum nicho específico dentro dos seus projetos também podem ser mencionados.

Hora das Experiências Profissionais e Acadêmicas

Dentro de um currículo profissional é importante organizar as experiências profissionais e acadêmicas.

Outro ponto importante nessa hora é continuar com a objetividade, você não precisa descrever sobre o curso que fez ou sobre o último cargo que trabalhou.

Vamos começar falando sobre as experiências profissionais, que devem ser colocadas logo em ordem cronológica.

Ou seja, você começa citando a última experiência que teve e termina falando sobre a primeira.

Nesse caso temos duas situações diferentes:

  • Se você é uma pessoa que passou por diversas empresas na vida (seja dentro ou fora da área de Tecnologia) tente colocar as mais relevantes para não ter um currículo extremamente poluído. Pense quais as experiências que podem te dar mais chances na vaga em questão;
  • Por outro lado, se você ainda está começando sua carreira ou não tem tantas experiências assim, pode citar trabalhos fora da área de tecnologia ou mesmo aquele estágio curricular que você fez na faculdade (deixando claro que foi curricular, por exemplo).

Veja também: 3 dicas de Como Conseguir um Emprego de Programador (sem ter experiência)

Agora que você decidiu quais experiências vão estar dentro do seu currículo profissional é hora de organizar.

Coloque o nome da empresa contratante, a data que entrou e a data que saiu, fale brevemente sobre as funções exercidas.

Essa parte é importante para o recrutador ter uma pequena noção da sua trajetória profissional.

Outro ponto importante é a experiência educacional, nesse caso podemos ser ainda mais objetivos.

Coloque o nome do curso, a instituição que fez, o grau conferido (se aplicável, em caso de bacharel, especialista, mestre, etc) e não se esqueça de colocar o ano que saiu e entrou, por exemplo, de 2010-2014.

Ações Extracurriculares

Dentro de um currículo profissional é necessário também colocar ações extracurriculares.

Como o nome já nos remete, estamos falando de algo extra, por isso temos que pensar bem no que colocar para nos ajudar a conseguir uma entrevista para a vaga.

As informações mais relevantes nessa parte do seu CV, são:

Conhecimento de idiomas: Qualquer vaga e qualquer empresa aprecia um funcionário com segunda ou terceira língua, o inglês, por exemplo, é um algo praticamente essencial para um programador.

No caso de empresas multinacionais não é nem ponto extra, mas sim uma obrigação um segundo idioma.

No currículo você pode colocar o idioma, o seu nível de fluência em escrita, fala, leitura e compreensão. Pode classificar em iniciante, avançado ou intermediário.

Ponto importante, nada de mentir nessas horas. Não adianta querer impressionar e falar que tem francês ou que seu inglês é fluente quando na verdade você sabe o básico.

Os especialistas em recrutamento já sabem que essa é a parte que os candidatos contam mais mentira ou aumentam conhecimento e em algum momento você pode ser confrontado.

Cursos extras: Para finalizar essa parte do seu currículo profissional você pode colocar cursos extras realizados que possuem relação com a vaga. Se você acha que não tem relação é melhor não colocar.

Nesse caso, coloque o tipo de formação, a instituição e a data.

Caso tenha participado de um evento legal na área, um congresso interessante ou mesmo algo internacional, pode também mencionar.

Outra coisa que você não deve mentir para incrementar seu currículo, combinado?

Coloque tudo que realmente fez.

Habilidades

Chegou a hora de colocar suas habilidades no currículo e também é um momento importante para o destaque.

É uma parte extremamente específica, por isso você deve enumerar suas habilidades como programador, suas stacks e tudo que for relevante para a vaga e / ou para o ambiente de tecnologia possível.

Nessa parte do seu currículo você pode colocar habilidades mais gerais, como por exemplo, trabalho em equipe, agilidade, flexibilidade, cumprimento de prazos, capacidade de trabalhar sob pressão, etc.

O que é importante avaliar nesses casos antes de colocar no seu currículo? Se você realmente conquistou tais habilidades com suas experiências anteriores.

Por exemplo, se você realmente aprendeu a trabalhar com equipe, a lidar com a pressão, a lidar com a frustração quando algo dá errado ou a cumprir prazos apertados.

Utilize o Mínimo de Páginas que Puder

Para finalizar as dicas para um currículo profissional você deve mencionar tudo que citamos no menor número de páginas possíveis.

Nem sempre tudo cabe em uma página e tudo bem, mas um currículo de 4 ou 5 páginas também é demais.

Nesse aspecto cabe o bom senso de saber que um recrutador nem vai olhar para um currículo longo desse jeito.

Lembre – se, objetividade sempre, transmita quem você.

Agora que você já saber como eleborar um currículo profissional, chegou a hora de você procurar aquela vaga de emprego tão esperada, certo?!

Acesse agora o link e confira 8 Sites Para Você Procurar Emprego na Área de Tecnologia.

Eu espero de verdade que esse artigo tenha te ajudado a entender mais sobre currículo profissional para programador e também espero que você consiga aquela vaga de emprego que você sempre desejou.

Eu vou ficando por aqui!.

Até o proximo post,

Robson dos Santos

Sobre o Autor

Robson dos Santos
Robson dos Santos

Ajudando milhares de pessoas a mudarem de vida através da programação. Se você deseja mudar também, vamos juntos!

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *